‘Montanhas’ feitas de painéis solares prometem energia limpa para comunidade alternativa no deserto

Um projeto para a construção de “montanhas” artificiais de até 15 metros de altura, feitas a partir de madeira reciclada, e inteiramente cobertas de painéis solares, foi pré-selecionado pelos organizadores de uma comunidade alternativa no deserto de Nevada, nos Estados Unidos.

Essa comunidade está ligada ao famoso festival de artes Burning Man que ocorre anualmente, e que agora se mobiliza para edificar uma comunidade permanente, chamado “Rancho Voador”.

Um concurso de design foi aberto para buscar soluções inovadoras que garantam a sustentabilidade energética dessa “vila” de mais de 15 quilômetros quadrados no deserto americano.

"Montanha Solar" do estúdio NUDES

Entre os dez projetos pré-selecionados está o das “Montanhas Solares”, do escritório de arquitetura NUDES, baseado em Mumbai, na Índia.

Energia limpa

Ao todo, o projeto promete entregar cerca de 300,000 kWh anualmente com suas superfícies de painéis solares, para suprir as necessidades energéticas da comunidade.

As linhas das montanhas foram projetadas pelo arquiteto indiano Nuru Karim, fundador da NUDES, com objetivo de mesclar a arquitetura futurista com o cenário desértico de Nevada.

A ideia é que essas estruturas, que possuem 30 metros de extensão e entre 5 e 30 metros de largura, cada unidade, sirvam como um ponto de encontro para a população do Rancho Voador, além de fornecer energia e sombra nos dias mais quentes. Cada Montanha Solar possui 182 painéis de geração de energia fotovoltaica.

As informações são do site Design Boom.

Cada Montanha Solar possui 182 painéis de geração de energia fotovoltaica.

Inspiração em cupins

Nuru Karim tem mestrado em arquitetura e urbanismo pela Architectural Association [AADRL] de Londres. Ele é um entusiasta do encontro entre arquitetura, design e tecnologia na busca de soluções sustentáveis para a sociedade humana.

Em uma palestra da série TED em 2019, ele falou sobre como podemos olhar para as formas de organização de formigas e cupins para nos inspirarmos em suas técnicas de bioconstrução, e encontrar alternativas às nossas atuais indústrias.

Assista:

hackpedia

hackpedia

Sao Paulo