September 21, 2020

Especialista critica correções do 737 Max: ‘não são suficientes’

Especialista critica correções do 737 Max: ‘não são suficientes’

Um engenheiro da Boeing que expôs “falhas sistêmicas” por trás do design e do processo de produção do modelo 737 Max voltou a denunciar a empresa, sugerindo que as correções sugeridas no avião, para que as empresas possam voltar a voar com o modelo, são “insuficientes”.

Curtis Ewbank pede que reguladores adicionem novas “camadas de proteção” para o 737 Max.

A Boeing tenta hoje colocar o Max de volta aos ares, depois de toda a frota desse modelo ter passado meses estacionada, por conta de dois  acidentes fatais protagonizados por ele.

Desde então, funcionários da Boeing têm vindo a público denunciar falhas no processo de fabricação das aeronaves, considerado “apressado” e “falho”.

Um dos problemas da aeronave seria um sistema responsável pela correção automática do ângulo de ataque da aeronave, que dependendo das circunstâncias, apontaria para baixo, mesmo contra o comando do piloto.

Fonte: Bloomberg