Startup avalia qualidade do café com inteligência artificial e blockchain

As tecnologias de inteligência artificial e de blockchain têm evoluído de modo que, hoje, elas já podem ser empregadas de maneira robusta e madura para solucionar grandes problemas da economia. A startup Bext360, por exemplo, encontrou uma maneira criativa de usá-las para avaliar a qualidade de grãos de café e tornar a cadeia de valor dessa commodity mais transparente.

Funciona assim: a empresa criou um aparelho que utiliza tecnologia de visão e inteligência artificial para avaliar a qualidade de uma saca de café. O equipamento é capaz de distinguir quais grãos estão em perfeito estado e quais estão danificados, e assim determina um valor para aquele lote. Mas não é só. A empresa arquitetou um sistema de ponta a ponta, que permite que a transação entre o fornecedor e o comprador seja feita por meio de seu próprio aplicativo mobile, dotado com um sistema de pagamento digital.

Bext

As informações sobre as compras e vendas são registradas em uma plataforma baseada em blockchain desenvolvida pela Stellar. Assim, toda a cadeia de valor pode ser rastreada, em qualquer um de seus pontos, seja cultivo, transporte ou distribuição final. Dessa maneira, é possível saber, por exemplo, em quais condições aquele produto está sendo produzido, e garantir sua qualidade, assim como assegurar as práticas éticas de seus produtores.

Por fim, a Bext360 criou uma API que permite que todo esse sistema seja integrado a websites de lojas e revendas que lidem com seus produtos.

Segundo a empresa, seu objetivo é ir além do café, e replicar esse sistema com outros produtos agrícolas, como o cacau, que tem uma cadeia de valor semelhante. Assim, com tecnologia de ponta, o setor se torna mais transparente, e todos saem ganhando.

Fonte: TechCrunch Foto: Bext360