Rússia prepara milhões de cidadãos para guerra nuclear


nuclear

O governo russo envolveu cerca de 40 milhões de civis e 200 mil unidades de resgate em exercícios de sobrevivência no cenário de um ataque químico ou nuclear, os maiores desde a Guerra Fria. Foram testadas instalações subterrâneas, sistemas de ventilação e trajes anti radioatividade.

Ao longo de quatro dias, vídeos dos exercícios foram transmitidos pela mídia russa, e simulações realizadas nos auditórios de escolas do país.

Na capital também houve preparações. "Foi feito um inventário dos espaços subterrâneos de Moscou, para que possamos nos planejar para proteger 100 por cento da população da cidade [no caso de um ataque nuclear]", disse Andrey Mishchenko, do Ministério de Situações Emergenciais.

As tensões entre Estados Unidos e Rússia têm aumentado nos últimos anos, principalmente na Síria, onde cada país apoia um lado do conflito. Infelizmente, esse cenário aumenta as chances de uma guerra nuclear de larga escala envolvendo as duas potências, detentoras dos maiores arsenais atômicos do mundo.

Em notícia relacionada, a Rússia divulgou imagem inédita do RS-28 Sarmat, um míssil balístico intercontinental capaz de carregar uma bomba termonuclear que destruiria uma área do tamanho da França ou do estado americano do Texas.

Fonte: Wall Street Journal, The Independent