Ações da Tesla serão negociadas na bolsa de valores brasileira


Tesla

O Tesla Model 3, modelo popular da fabricante comercializado por US$ 35 mil nos Estados Unidos. Foto: Tesla Motors

A Tesla Motors, gigante americana produtora de automóveis elétricos, avaliada em US$ 33,5 bilhões, informou à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) interesse em negociar ativos na bolsa de valores brasileira. Criadora de modelos como o sedã Model S e o utilitário Model X – ambos equipados com motores totalmente elétricos –, a Tesla é considerada uma das fabricantes mais promissoras em um futuro menos dependente de combustíveis fósseis.

As ações da empresa serão negociadas por meio dos chamados BDRs (Brazilian Depositary Receipt), recibos associados aos papéis da Tesla nas bolsas estrangeiras. Neste caso, os títulos serão emitidos pelo Deutsche Bank no formato BDR nível 1 não patrocinada – sem o envolvimento da Tesla na emissão dos papéis.

Para investir nesses títulos, é necessário um aporte acima de R$ 1 milhão, ou fazê-lo por meio de fundos de investimentos. Além da Tesla, também anunciaram interesse em negociar suas ações no Brasil a fabricante de câmeras GoPro, a rede de varejo Best Buy e a General Motors.

Na semana passada, Elon Musk, CEO da Tesla, revelou a segunda parte do seu "plano mestre" – uma estratégia para lançar novos modelos de veículos elétricos, um deles projetado para grandes centros urbanos. Musk prevê um futuro em que frotas de veículos autônomos da Tesla transportarão pessoas pelas cidades com tecnologia de piloto automático, associada a serviços de compartilhamento de veículos, como o UberPool.

Fonte: Info Money